Maternidade e a Solidão

Um dia você vai se dar conta de que a maternidade é solitária... Mesmo que você seja sortuda o suficiente pra ter uma ou duas grandes amigas, quando é que você pode realmente passar um bom tempo com elas? A vida é ocupada, bebês precisam descansar, crianças ficam doentes, eles tem escolinhas, jogos, aulas e mais aulas, os maridos trabalham até tarde, planos tem que ser refeitos de última hora.. É realmente difícil ter amigas nesta estação das nossas vidas.

As vezes, eu vou para o Target e fico caminhando por lá só para ter algum tipo de interação com pessoas que não são minha família. Quando eu saio com os meninos e vejo ao meu lado uma outra mãe fazendo as mesmas coisas que eu estou fazendo, me dá uma vontade de correr e abraçá-la e dizer: “Você se sente sozinha também? Você tem as mesmas dificuldades que eu? Você vai me julgar porque eu falho? Por que eu fico com medo? Por que as vezes quero fugir dos meus filhos? Me julgar por me esquecer de colocar os sapatos no mais velho e de trazer uma fralda pro mais novo? Será que podemos ser amigas? Será que estou ficando louca? Não importa. Me abrace.” 

As vezes tudo que quero é ter uma longa conversa com alguém diferente do meu marido. Alguém com uma anatomia feminina. Alguém que esteja na mesma fase da vida que eu. Alguém que me entenda... 

Quando a solidão quiser entrar no seu coração e te fazer sentir pena de você mesma e você começar a desejar uma vida diferente da que você tem agora, preencha aquele buraco da vida social que você gostaria de ter com as gargalhadinhas do bebê e guerra de almofadas e musiquinhas engraçadas. 

Não deixe a solidão temporária roubar esta estação tão preciosa de sua vida.
Não acredite que você é a única pessoa do mundo que se sente sozinha e que não tem amigos. 
O ponto é, não deixe a solidão roubar este momento mágico de você. Este momento é precioso e é belo e se acabará rápido demais. 

Trechos do texto blog whenathome / traduzido por @blogmamaereal

Comentários

Instagram

Postagens mais visitadas