Qual é a idade certa para entrar na escolinha?

Uma das perguntas que mais tenho respondido ultimamente é a respeito da idade que colocarei o Gustavo na escolinha. Quando eu respondo que não tenho nenhuma pressa e que, provavelmente ele irá entre os 3 anos e meio e 4 anos e meio, a maioria das pessoas ficam espantadas [talvez horrorizadas]. Eu entendo essa reação já que a ideia de colocar um bebê de 3 ou 4 meses no berçário se tornou muito natural quando as mulheres assumiram uma posição importante no mercado de trabalho e também no auxílio financeiro do lar.

Antes de mais nada, não estou aqui para julgar quem coloca os filhos na escola antes da idade que EU acho certo, muito menos impor uma ideia. Sempre falo que certo, na maternidade, não existe. O certo será o que melhor se adapta à vida da sua família, ao seu estilo de vida, ao seu bolso... Imagino que as mães que precisam voltar para o trabalho após o fim da licença maternidade sofrem um bocado por ter que deixar um serzinho tão pequeno, indefeso e dependente, seja com a avó, com a babá ou no berçário.


Mas o fato é que, quando eu respondo a tal repetida pergunta, gero muita curiosidade a respeito da minha decisão. Muitas mães dizem que eu não vou aguentar esperar tanto tempo e, de certa forma, não sei mesmo, já que nunca passei por isso antes e não sei o que me espera, só sei o que eu quero.

Agora, por que esperar tanto tempo? Minha decisão foi baseada em alguns estudos do norte americano James Griffin [chefe de ciência e pesquisa do Instituto Nacional de Saúde Infantil e Desenvolvimento Humano dos Estados Unidos] e no best-seller Criando Meninos, do britânico Steve Biddulph.

De acordo com Biddulph, nos primeiros anos de vida as crianças só precisam do amor dos pais. Em entrevista para a Revista Época entitulada "Escola antes dos 3 anos é um erro" ele diz que, ao invés de sair para trabalhar, as mães - e os pais também - deveriam ficar em casa com seus filhos até eles completarem 3 anos e o motivo é que as creches modernas não estão adequadas às necessidades das crianças dessa idade, que precisam de mais amor, carinho e toque pele a pele do que de brincadeiras e estímulos com gente estranha. 

Até os 3 anos de idade da criança, é a família que tem condições de interagir com ela para um bom desenvolvimento cerebral. Ou seja, com intensidade e sintonia. É assim que o bebê aprende a se aproximar e a criar empatia – e adquire o que chamamos mais tarde de “inteligência emocional”.

Além disso, as pesquisas de Biddulph constataram presença de cortisol - o hormônio do stress - em níveis alarmantes no sangue dos bebês que passaram pela adaptação escolar. Cortisol elevado atrasa o desenvolvimento do cérebro, atrapalha o sistema imune e até reduz o crescimento. Esses altos níveis de cortisol se mantiveram por meses no organismo dos bebês que, embora aparentassem bem-estar, mantinham-se estressadas e apenas aprenderam a esconder essa emoção e lidar com ela. Estamos falando de bebês entre 10 meses e 18 meses!!!!

Biddulph ainda ressalta que o problema das creches está na atenção individual dispendida a cada bebê ou criança.  Normalmente elas são tratadas como grupo e não podem ser amadas ou cuidadas individualmente. As interações amorosas que elas têm com a mãe e o pai centenas de vezes por dia em casa, acontecem menos de 20% do tempo na creche. "Estudos com gravações em vídeo mostram que bebês nessa situação acabam desistindo de pedir atenção e tornam-se depressivos. Ficam quietos e aí são considerados bons bebês."

É claro que não podemos comparar duas culturas tão distintas. Estudiosos brasileiros afirmam que é muito mais vantajoso que um bebê vá para o berçário do que passar o dia inteiro com uma babá que fala errado, não transmitirá os valores adequados da família ou o deixará o dia inteiro em frente a aparelhos eletrônicos (TV, vídeo game, tablets, etc...). Infelizmente não é apenas a babá que faz isso. Muitas mães, acabam fazendo isso por necessidade ou comodidade mesmo. Daí as crianças passam a "brincar" sozinhas com "jogos" que apenas passam informação e não trocam interação.

Para termos uma criança em casa até os 3 anos, precisamos de atividades e estímulos naturais do dia a dia. Evitar televisão e jogos. Priorizar passeios ao ar livre, bicicletas, piscina...

Confesso que ter um garotinho super agitado de 2 anos em casa requer muita, muita energia. É preciso estar inovando o tempo todo. Mas tenho certeza que valerá todo o meu esforço e dedicação.
Claro que eu me preocupo se ele está sendo socialmente estimulado, mas seus próprios atos enchem meu coração de orgulho quando ele dá bom dia a qualquer um que passa ou corre para abraçar uma criança desconhecida.
Enfim, cada decisão que tomar, faça com amor, faça com o coração!


Só uma coisa é certa... Não há fórmula certa para criar filhos. 


Abaixo deixo alguns links interessantes. Ressaltando que o cenário norte americano é de mães que deixam para colocar seus filhos apenas com 6 ou 7 anos. Algumas matérias usam desse cenário para afirmar que as crianças devem sim ir à escola cedo. Mas de que cedo estamos falando? Certamente não é aos 6 meses como acontece normalmente no Brasil.

Pesquisa de James Griffin sobre os benefícios da escola nos primeiros anos de vida.

Crianças que ficaram em creches são mais agressivas.

Entrevista da Revista Época com Steve Biddulph 

Pré-escola prejudica os talentos sociais e o desenvolvimento emocional das crianças

Matéria com pediatra UFRJ Dr. Roberto Cooper

Resenhas dos livros Criando Meninos e Criando Meninas

Obrigatoriedade da pré-escola a partir dos 4 anos


Artigo de reflexão que vai "de encontro" com a minha filosofia. [É sempre bom conhecer os dois lados da moeda, né?]

Comentários

  1. Olá Karen tb penso como vc. Quero colocar o Caio na escola depois dos 3 anos tb. Não vejo problema algum de socialização q tanto dizem de não ir pra escola. Pelo contrário, tenho uma criança super amável, carinhosa e que corre para abraçar e beijar outras crianças. Já vi muitas crianças da idade dele q estam na escola q são totalmente fechadas. Bom como vc disse essa é a minha percepção e claro q pelo andar da carruagem tudo pode mudar, mas por enquanto é isso q vai ser!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Instagram

Postagens mais visitadas