Hora de dizer NÃO!

Olá, mamães!
Desculpem MESMO pelo sumiço.. É que, agora, com o Gustavo andando por aí [SIM, ANDANDOOOO, com 9m!] fica tão mais difícil arrumar tempo pra tudo.
Tem hora que dá vontade de chorar... Acabo de arrumar a estante de livros e lá está ele bagunçando os DVDs... E assim se resume o meu dia.. Atrás dele arrumando tudo o que ele bagunça, tirando ele da comida da cachorra, correndo pra não deixar ele cair... [Ufff, isso cansa a beleza!]



Quando o Gu fez 8 meses e meio, ele bateu asas e...andou! E a partir daí começou a série de NÃOs...
Não mexe na tomada, não puxa a gaveta, não pegue a ração...
Já me peguei pensando "Ah, ele é muito pequeno pra entender que não pode", mas isso só foi uma desculpa pra deixar de educá-lo, naquele momento.

Acontece que, de fato, eles são pequenos pra entender o que é perigoso, mas sabem sim o que significa o NÃO. Então, porque eles simplesmente esquecem o que você falou depois de dois segundos?! Será que eles tem memória de peixinho dourado???
A verdade é que a atenção dos bebês é muito curta [ou seria a memória, mesmo?] e num piscar de olhos ele já esqueceu o que estava fazendo e que você disse que não deveria fazer.

Não adianta gritar, bater, colocar de castigo... Isso só vai deixar VOCÊ mais estressada.... A solução é tornar sua casa um ambiente mais seguro... Enchi as tomadas de protetores, agora ele pode brincar a vontade... Tirei os enfeites de vidro da estante, deixei só os de madeira, assim que pode pegar, jogar, lamber...
Pense que o bebê está conhecendo o mundo... explorando tudo o que for possível e fale NÃO apenas para as coisas que realmente são necessárias - como, por exemplo, a ração do cachorro! Ela PRECISA ficar ali, já que o peludo tem que comer, né?!
Uma coisa que eu percebi é que os bebês se cansam de fazer algo repetidas vezes... Sempre que o Gustavo tenta alcançar a ração da Mindi, fico falando que não pode e impedindo a passagem dele com as minhas pernas [quase uma dança!] pra lá e pra cá... Até chegar a hora que ele se cansa de lutar [na maioria das vezes eu me canso primeiro].

Além disso tudo, um NÃO bem entendido dói muito mais que um tapa.
Quando o Gustavo quer muito fazer algo que não pode e eu falo NÃO, tiro ele do lugar e levo pra outro, ele faz bico e chora me olhando no fundo dos olhos, como se ele estivesse sendo traído... Pois é!

Com muita paciência e insistência eles vão aprender o que pode e o que não pode... Mas você terá de lembrá-los constantemente. Economize nos NÃOs mas use-os com sabedoria.
Porque quem AMA, EDUCA!

Comentários

Instagram

Postagens mais visitadas