O Cuidado com as Roupinhas do Bebê

Quando eu estava grávida sempre lia sobre esse assunto em sites de fóruns e blogs.
A cada pesquisa, uma resposta diferente... No final das contas, filtrei o que achava bom e fiz assim!


{ O que lavar }
É muito importante lavar todos os itens antes do bebê nascer. Roupinhas, fraldas de pano, toalhas, lençóis, kit berço, cobertores e naninhas. Tudo o que entrar em contato direto com a pele sensível do bebê e que possa conter ácaros, fungos, poeira, evitando possíveis alergias e irritações.
[Minha mãe trouxe várias roupinhas da Tailândia e eu morria de medo só em pensar naqueles germes internacionais tomando conta do meu filhote e possíveis doenças regionais que os médicos daqui jamais conseguiriam diagnosticar... kkkkk.. mamãe de casa neurótica]


{ Quando lavar }
Quando completei 34 semanas comecei a lavar. Iniciei pelos itens que levaria pra maternidade. 
Lave só as peças que serão usadas até os 6 meses. As roupinhas maiores não há necessidade, lave quando o bebezão começar a crescer!
Eu comecei a lavar cedo, mas não deixe pra última hora, pra não correr o risco de um parto adiantado.
[No fim das contas tive só 4 semanas pra lavar, passar e guardar tudo, então nem foi tão cedo assim....]

{ O que você precisa ter }
- Sabão de coco ou especial para bebês [podendo ser em barra ou líquido]
- 2 baldes [de uso exclusivo do bebê]
- 1 bacia [de uso exclusivo do bebê]
- 1 cesto de roupas

Esqueça o sabão e o amaciante que você usa nas roupas de casa [essa era novidade pra mim]. Esses produtos são fortes, contém muita química e deixa resíduos nas roupas, podendo causar alergia e irritação na pele do bebezinho.
Graças a evolução das coisas, hoje existem produtos próprios pra lavar as roupinhas que são delicados, com cheiro suave, alguns até contém glicerina e aloe vera... e nos poupam um pouco a vida!
[Aqui em casa uso o Ola amarelo, que um cheirinho muito bom, além da consistência ser de um amaciante. Ganhei um Vida Macia na maternidade e uso pra deixar as roupas de molho. Agora tem um OMO pra roupas delicadas, mas não testei ainda...]

Os baldes e bacias são essenciais que sejam de uso exclusivo do bebê. Você vai usar os baldes pra deixar as roupinhas de molho e a bacia pra lavar.
[Momento confissão... Eu só comprei um balde, que por enquanto está de bom tamanho, e não comprei bacia, lavo no tanque mesmo! Claro que higienizo bem o tanque, com detergente e bastante água. Mas se você tiver espaço na sua lavanderia pra esses itens, vai polpar um trabalhão...]
Se der pra ter um cesto separado também, ótimo! Você vai usar pra levar as roupas até o varal e depois pra passar. [Eu tenho um só e passo um pano com álcool pra limpar sempre que vou usar.]

{ Como lavar }
Essa história de que devemos lavar tudo à mão é coisa do passado. Claro que, por questão de higiene, sempre limpo o tambor da máquina antes de começar o ritual. Se a sua máquina for desses modelos mais novos, com secadora, use o ciclo "Autolimpeza" e nem precisa higienizar o tambor. Depois uso o ciclo "Delicado" pra lavar as roupinhas.
A primeira lavagem é fácil, pois não tem sujeira ainda [espera o baby nascer!]...
Agora vai a minha descoberta [coisas que você só aprende sendo mãe]...
O sabão e o ciclo são tão delicados que algumas manchinhas de cocô ou aquelas golfadas impregnadas nas fraldas de pano, não saem nem com reza braba!
O truque que eu aprendi [na raça] foi esfregar a sujeira com o [bom e velho] sabão de coco em barra, deixar de molho uma horinha, enxaguar e jogar na máquina com as demais roupas. Já tiveram vezes que precisei esfregar quase todas as fraldas de pano na mão, haja trabalho!
Cuidado com as roupinhas mais sensíveis como lã e linha. Se achar melhor, lave-as à mão. [Eu coloco naqueles sacos próprios pra máquina de lavar - dá prausar uma fronha.]

{ Como secar }
Você pode secar o que lavou no varal ou na secadora, isso não tem segredo, só cuidado pra não encolher, o que vai depender da que você tem em casa. 
Como a minha máquina Lava&Seca seca igual o nariz [Brastemp, não recomendo mesmo!] deixo uns 30min secando, depois tiro e deixo secar no varal. [Daí começo outro ritual... Onde nós moramos é cheio de obras de prédios em construção, ou seja, poeira de terra, cimento e tudo mais... Meu varal é daqueles de chão e fica "guardado" na varanda. Sempre passo um pano com álcool nele todo e depois estendo as roupas dentro de casa, em frente a porta da varanda pra pegar o sol e o vento - você não precisa fazer isso se não for uma mãe neurótica, tá?]

{ Hora de passar }
Se você me perguntar "Preciso passar as roupinhas?" vou te responder que não! Antigamente os pediatras indicavam passar para esterilizar [mas isso era antigamente] quando usávamos fraldas de pano ao invés de descartáveis e corria o risco de restar resíduos de xixi na fralda, podendo haver a proliferação de bactérias como a cândida.
Eu passo, isso é fato! Mas é pra que fiquem bonitinhas, só! Basicamente dou uma encostadinha com o ferro e [por serem tão pequenas] as peças já estão passadas! Rs...


Uma dica é escolher bem o sabão de coco em barra que vai comprar. A primeira vez comprei um da Bombril, tinha um cheirinho de coco delicioso, fazia uma espuma boa e tirava as manchas nas primeiras esfregadas. Na segunda vez quis pegar o mais barato, peguei o Qualitá, [eca!] ele tem um cheiro horrível e é um branco meio desbotado, quase não faz espuma, péssimo [nunca mais!]...

Não esqueça de conferir as recomendações de lavagem na etiqueta da roupa. 
[Como eu nunca entendi o significado daqueles simbolozinhos, aí vai uma ajuda!] 

Ah, outra dica! Eu lavei todas as minhas camisolas e sutiãs que iriam pra maternidade com o mesmo sabão especial, afinal, seguindo a lógica, essas roupas estariam em contato direto com a pele do bebê também..

Comentários

Instagram

Postagens mais visitadas